Saiba de todos os detalhes das nossas

Trocas de Óleo

Durante o procedimento de troca de óleo, um dos mais importantes que o seu carro deve receber, a Alternativa Pneus utiliza elevador automotivo e ferramentas essenciais para o processo. Além disso, seus profissionais estão sempre em constante reciclagem, a fim de se atualizarem às novas tecnologias disponíveis no mercado, proporcionando melhor atendimento e satisfação ao cliente.

Por que trocar o óleo do carro?


Para entender a importância da troca de óleo, imagine que o seu carro é um grande organismo e que, para funcionar, necessita de diferentes peças trabalhando em conjunto. Essas peças, por sua vez, precisam estar devidamente lubrificadas, pois, caso contrário, se desgastam e comprometem o funcionamento de todo o resto do organismo.

Para que essa situação não ocorra, o nível do óleo precisa ser checado frequentemente, a fim das características do produto serem analisadas e evitar com que o pior aconteça: a fundição do motor. 

Quando realizar a troca de óleo?


Pergunta bastante recorrente entre os motoristas - e que deve ser considerada -, a periodicidade da troca de óleo do automóvel deve ser feita de acordo com a quilometragem rodada do mesmo ou pelo seu tempo de uso (e não apenas quando uma luz diferente acender no painel).

Como já comentado, verificar como está o nível do produto com uma certa frequência também ajuda nesse momento. Para isso, esteja em uma superfície plana, para que o nível do fluido fique em sua posição ideal e proporcione uma medição correta, e com o motor desligado por cinco minutos, a fim dele não estar quente, evitando, assim, possíveis acidentes.

Qual o jeito certo de olhar o nível do óleo?


Primeiramente, tenha sempre em mãos uma flanela ou um papel higiênico, pois a vareta precisará ser limpa antes do procedimento. Feita essa limpeza, coloque a vareta no medidor e retire-a novamente - assim, você terá a real medida do nível do óleo.

Mas como saber se o nível está abaixo do normal ou não? É simples: na vareta, há duas marcações em sua ponta, uma indicando o mínimo e, outra, o máximo de óleo. Para que o nível esteja em seu ideal, a marcação deve se dar entre as duas. 

Lembre-se: quanto mais baixo o nível do óleo, mais à ponta da vareta a marcação ficará. Caso ela esteja abaixo do mínimo, a troca de óleo deve ser feita o quanto antes. Porém, se a marcação estiver muito acima do máximo, é bom drenar o líquido, para que ele não estrague o cárter do motor.

Que tipo de óleo usar no carro? Mineral, sintético ou semissintético?


Para cada modelo de carro, há uma recomendação de óleo a ser usado. Por isso, é sempre bom checar o manual do proprietário e verificar o tipo de óleo sugerido pelo fabricante. 

Nesses manuais, as montadoras apontam as especificações de viscosidade do veículo (0W-30,  5W-30, 10W-40, etc.), bem como o seu nível de desempenho (API / ACEA / ILSAC), o que influencia diretamente no período de troca do produto. Em casos de óleos minerais, a troca deve ser realizada a cada 5 mil quilômetros rodados; já os óleos sintéticos possuem uma vida útil mais longa, podendo ser trocados a cada 10 mil quilômetros. 

Portanto, fique atento - e em hipótese alguma misture óleos diferentes, pois cada um possui uma fórmula e, quando juntos, podem prejudicar o funcionamento do motor.

A troca do filtro deve ser realizada sempre que o óleo for trocado?


O filtro é o local onde todas as impurezas geradas pelo motor se depositam. Portanto, realizar a sua troca com frequência também é interessante, pois assim a troca de óleo não é invalidada pela sujeira causada por essa outra peça.

Porém, a troca do filtro não precisa ser efetuada todas as vezes em que o óleo for trocado. Indica-se que essa troca seja realizada de maneira intercalada, ou seja, a cada duas trocas de óleo.

Há algum tipo de penalização para quem não realiza a troca de óleo corretamente?

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), uma série de infrações é prevista para os problemas que são gerados pela adulteração ou insuficiência de óleo presente no carro. Algumas delas, inclusive, podem fazer com que o motorista seja multado. Por exemplo, em casos de pane no meio de uma rodovia, a multa é gravíssima e há a remoção do veículo.

Tenha sempre um mecânico de confiança ao seu dispor!

Por mais que a checagem do nível do óleo seja algo simples, é muito importante que a troca do produto não seja realizada em casa, mas sim com profissionais da área de mecânica. 

A Alternativa Pneus está sempre pronta e disposta a realizar esse procedimento de maneira correta e segura para você, garantindo qualidade no serviço e tranquilidade para os seus dias.

Ficou com alguma duvida?

(62) 98268-5709
(62) 3286-1300